Devo atualizar o 'Deployment Target' do app?

Eduardo Lombardi
4 min readNov 25, 2022
Photo by Szabo Viktor on Unsplash

Você trabalha em uma grande empresa e se encontra em um velho dilema. Saiu uma versão nova de iOS, cheia de features legais como a ilha dinâmica e os widgets na tela bloqueada, mas o app da empresa ainda oferece suporte para 4 versões atrás do sistema. Explico aqui os pontos que devem ser considerados nessa atualização do deployment target e o que pode acontecer em alguns cenários. Começo pelos pontos negativos, mas leia até o fim que nem tudo está perdido e sua empresa/app pode se beneficiar da atualização do Software Development Kit (kit de desenvolvimento de software).

Qualquer decisão que tomemos deve primordialmente ser baseada em dados e não em achismos. Algumas informações importantes que temos em mãos de maneira gratuita são a quantidade de usuários na "última" versão de iOS segundo a própria apple, que coleta da App Store. Para consultar, acesse neste site. Vale lembrar que estes dados são globais e contemplam também a categoria de dispositivo iPad, então se seu app é específico para o iPhone, e funciona majoritariamente no Brasil, vá com cautela na análise. Outro site com dados interessantes para serem analisados é o mixPanel trends. Ele apresenta os dados coletados por sites e seu SDK com mais de 100 bilhões de registros e conta versões de sistema operacional e aparelhos. (exemplo: Taxa de adoção do iPhone 13, ou taxa de adoção do iOS 16). Outro ponto que deve ser observado é a taxa de usuários por versão do sistema operacional do seu aplicativo. Altas chances de que se você trabalha em um aplicativo grande, a empresa colocou um SDK como google analytics (ou adobe analytics) que consegue coletar essa informação. Se ainda assim quiser uma fonte alternativa, o App Store Connect (apesar de mais simples), na aba de análise, também fornece os mesmos dados. Por último, devemos procurar na internet imagens como a abaixo:

Gráfico meramente ilustrativo que contém as versões de iOS suportadas separadas pelos modelos do iPhone até o iPhone XR.

Ela nos fornece uma informação extra: pode ser que nosso aplicativo pare de funcionar em determinados dispositivos como por exemplo o iPhone 5S e 6 a partir da atualização.

De posse dessas informações compiladas em um lugar de fácil acesso para análise, devemos agora pensar no que acontece com os usuários que ficarem para trás, por exemplo se subirmos a versão mínima do nosso aplicativo da versão 12 para a 13 por exemplo. A grande pergunta à se responder é: Qual o impacto? A última versão do aplicativo rodando em um iPhone 6, compilada com o SDK do iOS 12, por exemplo. Ao migrar do 12 pro 13 perdemos o suporte ao aparelho. Ela continuará rodando lá indefinidamente (com os bugs que a acompanham e sem receber nenhuma feature nova), à menos que tenhamos uma estratégia de atualização forçada do aplicativo, e neste caso o app deixaria de funcionar para os usuários deste aparelho. Surge a idéia então de subir duas versões pra loja: uma retrocompatível com correções de bug e outra nova. Não tem choro nem vela, ao subir a atualização para a App Store a versão lá e sobrescrita e os novos usuários só conseguem fazer o download da nova. Quem tem um dispositivo antigo, neste caso fica sem atualizar.

Nem tudo é ruim; Não podemos manter suporte a uma versão antiga de iOS para sempre. Todos os argumentos aqui apresentados ajudam a definir o momento que a subida acontecerá e qual a estratégia utilizada para a mesma. Atualizando o sdk para uma versão mais recente, ganhamos acesso a novas funcionalidades providas pela Apple no iOS como swiftUI, que permite a criação facilitada de widgets para os aparelhos que rodam versões de iOS 14 e acima. Outra grande vantagem de utilizar as últimas tecnologias providas pelos novos SDK's é que a Apple geralmente dá destaque para apps que utilizem essas funcionalidades na loja e isso com certeza gera mais downloads e engajamento. Dependendo do tamanho da empresa você ainda pode oferecer uma troca de aparelho facilitada para seus clientes e com isso todos saem ganhando. Se os seus usuários trocam de iPhone com frequência, podem até sentir falta de novas funcionalidades no seu aplicativo. A apple mesmo, está sempre lançando novos devices e "forçando" a atualização do sistema operacional dos antigos de modo que os usuários fiquem o máximo possível atualizados.

--

--